SACIEDADE DOS POETAS VIVOS DIGITAL - VOL. 1

GRAÇA GRAÚNA - Nome de adoção de Maria das Graças Ferreira. Origem potiguar, de São José do Campestre (RN). Poeta, ensaísta. Mestre e Doutora em Letras, pela UFPE. Pesquisadora e autora de livros (poemas, ensaios) voltados ao universo indígena, afro e luso-brasileiro. Atualmente é professora adjunta na Universidade de Pernambuco (UPE), onde coordena o Núcleo de Estudos Comparados em Literaturas de Língua Portuguesa (NEC), o Projeto de Capacitação em Literatura e Direitos Humanos (MEC-SECAD) e o Curso de Especialização para Formação de Professores Indígenas no Estado de Pernambuco (SEDUC-PE), junto ao Curso de Letras, Campus de Garanhuns-PE. Autora de Canto Mestizo (poesia, Ed. Blocos, RJ, prefácio de Leila Miccolis) e Tessituras da Terra (poesia, Edições M.E, Coleção Terceiro Milênio, MG, prefácio de Tânia Diniz). Participa do Grupo de Literatura Indígena (sob a coordenação de Eliane Potiguara) e das antologias Cadernos Negros (do grupo Quilomboje), Retratos (Elisabeth Siqueira, cord.), Água dos Trópicos (Lourdes Sarmento, cord.), Talento Feminino em Prosa e Verso (Joyce Cavalcanti, coord., REBRA), da Revista Cigarra, da Enciclopédia de Literatura Brasileira (Afrânio Coutinho, org.) e do Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras (Nelly N. Coelho, org.), entre outras publicações.

Contatos: ggrauna@yahoo.com.br
Página individual de poesia em Blocos Online
Página individual de prosa em Blocos Online


Cumplicidade

Mandingas

Crianças de Angola

Abismos

Ofertório

Tear dos sonhos


TEAR DE SONHOS

Tantas histórias...
cânticos, versos
da mãe preta
do caboclo velho.

Ao pé do flamboyant
ou da jurema
um tear de lembranças
que entrou por um porta
e saiu por outra.

Contei a minha história.
Quem quiser que conte outra.

Graša Gra˙na
1 2 •  3 •  4  • 5  • 6

Idalina de Carvalho

 
Voltar à capa da Saciedade dos Poetas Vivos